Literatura e desenvolvimento emocional: uma abordagem pedagógica ao reconhecimento de emoções negativas no livro "Onde Vivem os Monstros"

Authors

  • Mafalda da Cruz Machado
  • Luís Miguel Cardoso

DOI:

https://doi.org/10.46814/lajdv6n2-001

Keywords:

literatura infantil, desenvolvimento emocional, emoções negativas

Abstract

Este estudo aborda o reconhecimento das emoções negativas em crianças através de narrativas, com foco na análise do livro "Onde Vivem os Monstros" de Maurice Sendak. Dividido em duas partes, o trabalho começa com uma abordagem teórica que revisita as contribuições de diversos autores no campo da psicologia e literatura infantil. Destaca-se a importância da literatura infantil como instrumento crucial no cultivo das emoções nas crianças. A segunda parte é dedicada à análise prática do referido livro, examinando como a narrativa de Maurice Sendak facilita o reconhecimento e a compreensão de emoções negativas. O estudo pretende identificar os elementos literários que contribuem para a eficácia da obra no estímulo da consciência emocional nas crianças. Ao integrar a parte teórica e prática, este trabalho procura reforçar o papel transformador da literatura infantil no desenvolvimento emocional, especialmente no que concerne ao reconhecimento das emoções negativas. A análise detalhada de "Onde Vivem os Monstros" serve como base para compreender as complexas nuances desta interação entre literatura e emoção na infância, mesmo que de forma inconsciente. Este estudo oferece uma perspetiva abrangente sobre como as narrativas podem moldar a compreensão emocional das crianças, contribuindo para a literatura científica e pedagógica no campo do desenvolvimento infantil.

References

Alvarenga, G. P. (2007). O Poder das Emoções. Cidade Belo Horizonte: Compos .

Barros, A., Santos, A., & Silva, J. (2009). Incentivo da leitura e atividades lúdicas a crianças de 0 a 3 anos de idade: bebeteca e brinquedoteca uma oportunidade no desenvolvimento e hábito pela leitura. Revista ABC: Biblioteconomia em Santa Catarina, 14(1), pp. 47-68.

Bettelheim, B. (2018). Psicanálise dos Contos de Fadas. Bertrand Editora.

Botelho, R. T. (2015). O Desenvolvimento Socioemocional na Educação Pré-Escolar. Em R. T. Botelho, A criança, o reconhecimento e a regulação das emoções através da literatura infantil (pp. 27-36). Portalegre: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Portalegre.

Céspedes, A. (2014). Educar as Emoções: um guia para pais e educadores. Editorial Presença.

Cherry, K. (12 de setembro de 2023). History and Biographies. Obtido em 7 de novembro de 2023, de Very Well Mind: https://www.verywellmind.com/john-bowlby-biography-1907-1990-2795514

Dalbem, J. X., & Dell'Aglio, D. D. (2005). Arquivos Brasileiros de Psicologia. Attachment theory: conceptual bases and the development of working models, 57(1), pp. 12-24. Obtido em 7 de novembro de 2023

Dias, K. C. (julho/setembro de 2017). Revista Fragmentos de Cultura - Revista Interdisciplinar de Ciências Humanas. O Ato da Leitura, 27(3), pp. 455-458. Obtido em novembro de 2023

Eisenberg, N., Spinrad, T. L., & Eggum, N. D. (2010). Emotion-related sel-regulation and its relation tochildren's maladjustment. Annual Review of Cliinical Psychology, pp. 495-525. doi:10.1146/annurev.clinpsy.121208.131208

Fernandes, C. A. (2017). Palavra e imagem no livro "Onde Vivem os Monstros" de Maurice Sendak. Curitiba: Universidade Federal do Paraná.

Ferreira, A. L., & Guerreiro, C. (2020). "À Flor dos Livros": a literatura na educação emocional infantil. V Encontro Internacional de Formação na Docência | Livro de Atas, pp. 1007-1017.

Fonseca, A. P. (2023). O despertar das emoções: o desenvolvimento socioemocional através da literatura infantil. Portalegre: Escola Superior de Educação e Ciências Sociais do Instituto Politécnico de Portalegre.

Fortkamp, C. C. (2003). Encontros Bibli: revista eletrónica de biblioteconomia e ciências da informação. A função social da leitura da literatura infantil(15). Obtido em outubro de 2023

Goleman, D. (2006). Emotional Intelligence. Nova Iorque: Bantam Books.

Goleman, D. (2012). Trabalhar com Inteligência Emocional. Rio de Janeiro: Temas e Debates.

Guerreiro, C. (2022). Literatura para a infância e educação emocional: o novelo de emoções de Elisabete Neves. Em E. B. Galeano, & S. S. Ramírez, Nuevas Perspectivas y Temáticas de la Lectura en el siglo XXI (pp. 271-281). Cáceres, Cáceres, Espanha: Universidade da Extremadura . Obtido em novembro de 2023

Lauer, B. (2021). Arquitetura Escolar. Curitiba: Centro de Ensino Fundamental. Obtido em novembro de 2023, de https://repositorio.animaeducacao.com.br/bitstream/ANIMA/14071/1/BRUNALAUER_artigo.pdf

Machado, A. M. (2002). Como e por que ler os clássicos universais desde cedo (1ª ed.). Rio de Janeiro: Objetiva.

Mendes, L e Rocha, N. (2016). Teoria do Apego: conceitos básicos e implicações para a psicoterapia de orientação analítica. Revista Brasileira de Psicoterapia; 18(3):1-15

Mateus, A. d., Silva, A. F., Pereira, E. C., Ferreira de Souza, J. N., Maurício da Rocha, L. G., Cruz de Oliveira, M. P., & Cunha de Souza, S. (21 de outubro de 2014). A Importância da Contação de História como Prática Educativa na Educação Infantil . Pedagogia em Ação: Educação Infatil, Ensino Religioso e Necessidades Educacionais Especiais , pp. 54-69.

Mendes, A. C. (2021). Reconhecimento e autorregulação das emoções nas crianças. Coimbra: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Coimbra.

Miguel, F. K. (2015). Psico-Usf. Psicologia das emoções: uma proposta integrativa para compreender a experessão emocional, 20(1), pp. 153-162. Obtido em novembro de 2023, de https://doi.org/10.1590/1413-82712015200114

Mota, P. C. (2015). A Literatura para a Infância na Educação Pré-Escolar. Em P. C. Mota, Literatura Infantil: do reconhecimento ao controlo das emoções no Jardim de Infância (pp. 38-42). Portalegre: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Portalegre.

Neves, M. d. (2020). A liderança em contexto educativo em Portugal: estudo sobre as suas variantes e impacto nos professores. Porto: Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto. Obtido em novembro de 2023

Pereira dos Reis, M. P. (2008). Capítulo 1 - A importância da família. Em M. P. Pereira dos Reis, A Relação entre pais e professores - Uma construção de proximidade para uma escola de sucesso (p. 329). Málaga, Espanha: Departamento de Diáctica de la Lengua y la Literatura - Universidad de Málaga. Obtido em 3 de novembro de 2023

Peruzzo, A. (2011). A importância da literatura infantil na formação de leitores. Anais do XV Congresso Nacional de Linguística e Filologia, XV(5), pp. 95-104.

Pinheiro, M. J. (2018). Des (regulação) emocional na adolescência: estratégias de regulação e problemas emocionais e de comportamento.

Ribeiro, M. A., Félix, S., Falcão, F., & Machado, S. (2021). Manifesto para uma escola (quase) perfeita - um guia para o sucesso dos nossos filhos. Oficina do Livro.

Sendak, M. (2017). Onde Vivem os Monstros. Kalandraka Editora.

Souza, B. B., & Souza, M. B. (2014). A importância do espaço físico escolar no ensino e na aprendizagem. XI Seminário Internacional de Demandas Sociais e Políticas Públicas na Sociedade Contemporânea: VII Mostra de Trablhos Jurídicos Científicos. Obtido em novembro de 2023, de https://www.researchgate.net/publication/314504081_A_IMPORTANCIA_DO_ESPACO_FISICO_ESCOLAR_NO_ENSINO_E_NA_APRENDIZAGEM

Souza, J. B., Ferreira, J. C., & Souza, J. C. (2021). A importância da validação das emoções das crianças. Research, Society and Development, 10(10).

Tavares, J. D. (2010). A importância da literatura infantil na educação de infância. Em J. d. Tavares, Tese de Bacharelato (pp. 1-52). Cabo Verde: Universidade de Cabo Verde - Departamento de Ciências Sociais e Humanas. Obtido em outubro de 2023

Published

2024-05-07

How to Cite

MACHADO, M. da C.; CARDOSO, L. M. Literatura e desenvolvimento emocional: uma abordagem pedagógica ao reconhecimento de emoções negativas no livro "Onde Vivem os Monstros". Latin American Journal of Development, [S. l.], v. 6, n. 2, p. e1647, 2024. DOI: 10.46814/lajdv6n2-001. Disponível em: https://ojs.latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/jdev/article/view/1647. Acesso em: 25 may. 2024.
<br data-mce-bogus="1"> <br data-mce-bogus="1">