Perfil alimentar e nutricional de indivíduos adultos e idosos e litíase renal

Authors

  • Débora Adriana Knoll Wagner
  • Olvania Basso Oliveira
  • Loiva Beatriz Dallepiane
  • Ligia Beatriz Bento Franz

DOI:

https://doi.org/10.46814/lajdv6n1-020

Keywords:

ingestão alimentar, nefrolitíase, fatores de risco

Abstract

A nefrolitíase pode ser considerada um problema de saúde pública, pois afeta a economia e a saúde da população, e é de alta prevalência e recorrência.  A formação de cálculos urinários pode ser influenciada por diversos fatores que incluem obesidade, a ingestão de líquidos, hereditariedade, idade, gênero, bem como alterações da dieta. O presente estudo teve como objetivo analisar os hábitos de consumo alimentar de doze indivíduos que já apresentaram litíase ao longo da vida, e comparar estes resultados com a literatura.  Estudo do tipo transversal, em adultos, de ambos os sexos a partir de 18 anos de idade. Para este trabalho, o recorte utilizado foi apenas com os pacientes portadores de litíase. Dos indivíduos deste estudo, mais da metade apresenta Índice de Massa Corporal e circunferência da cintura elevada para idade. Metade dos indivíduos não consome água adequadamente. Mais da metade relata possuir algum histórico familiar de litíase renal, e alguma patologia associada. Conclui-se que dieta adequada, pobre em alimentos ricos em sódio e proteína animal, rica em frutas legumes e verduras, adequada em nutrientes, e rica em líquidos hidratantes, pode ser útil na prevenção de litíase urinária.

References

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Orientações para a coleta e análise de dados antropométricos em serviços de saúde : Norma Técnica do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional - SISVAN / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – Brasília : Ministério da Saúde, 2011. 76 p. : il. – (Série G. Estatística e Informação em Saúde).

BRASIL. Ministério da Saúde. Desmistificando dúvidas sobre alimentação e nutrição: material de apoio para profissionais da saúde /Ministério da Saúde, Universidade Federal de minas Gerais. 1 ed. – Brasília: Ministério da Saúde, 2016. 164p.

BRENNA, I.; DOGLIOTTI, E.; TERRANEGRA, A.; RASPINI, B. and SOLDAT, L. Nephrolithiasis: nutrition as cause or therapeutic tool. Journal of Translational Medicine, v.11, p.178, 2013. Ver se posso usar referência. Disponível em: http://translational-medicine.biomedcentral.com/articles/10.1186/1479-5876-11-178 DOI: https://doi.org/10.1186/1479-5876-11-178

DAMASIO, P.C.G. Avaliação da influência da orientação nutricional e do tratamento medicamentoso na recorrência da litíase urinária. 2013. 83 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Medicina de Botucatu, 2013. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/106689

DAMASIO, P.C.G. Litíase urinária e hipercalciúria idiopática: importância da avaliação da ingestão alimentar. 2009. 77 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina de Botucatu, 2009. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/86328

FERRAZ, FHRP; CARVALHO, PRA; SOUZA,RR.; Perfil dos pacientes com nefrolitíase, em tratamento ambulatorial, em um hospital público do distrito federal. Brasília Médica 2011;48(3):252-257 DOI: https://doi.org/10.14242/2236-5117.2013v48n3a202p252

FINK H.A, AKORNOR J.W, GARIMELLA P.S, MACDONALD R, CUTTING A, RUTKS I.R, et al. Diet, fluid, or supplements for secondary prevention of nephrolithiasis: a systematic review and metaanalysis of randomized trials. Eur Urol 2009 DOI: https://doi.org/10.1016/j.eururo.2009.03.031

GORDIANO, E. A.; et al. Avaliação da ingestão alimentar e excreção de metabólitos na nefrolitíase. Jornal Brasileiro de Nefrologia [online]. 2014, vol.36, n.4, p.437-445. ISSN 0101-2800. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5935/0101-2800.20140063 DOI: https://doi.org/10.5935/0101-2800.20140063

GOMES, Pedro Neto. Profilaxia da litíase renal. Revista Acta Urológica. 2005: v 22, n. 3, p. 47-56. Disponível em: http://www.apurologia.pt/acta/3-2005/junior.pdf

NERBASS, FB. Orientação dietética e litíase renal. Jornal Brasileiro de Nefrologia 2014;36(4):428-429 Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/jbn/v36n4/0101-2800-jbn-36-04-0428.pdf DOI: https://doi.org/10.5935/0101-2800.20140061

OLIVEIRA, E. C. M.; FREITAS, C. L. C.; TEODÓSIO, M. R. Nutrientes, líquidos e fibras na formação de cálculos renais. Revista Brasileira de Nutrição Clínica , v.18, n.3, pp. 142-148, 2003.

PACHALY,MA.; BAENA, C.P.; CARVALHO, M. Tratamento da nefrolitíase: onde está a evidência dos ensaios clínicos? Jornal Brasileiro de Nefrologia, 2016;38(1): p. 99-106 Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/jbn/v38n1/0101-2800-jbn-38-01-0099.pdf DOI: https://doi.org/10.5935/0101-2800.20160015

PERES, L. A. B.; et al. Investigação de nefrolitíase no Oeste do Paraná. Jornal Brasileiro de Nefrologia [online]. 2011, vol.33, n.2, pp.150-159. ISSN 2175-8239. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0101-28002011000200007 DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-28002011000200007

RIBEIRO, A.B.; CARDOSO, M.A. Development of a food frequency questionnaire as a tool for programs of chronic diseases prevention. Revista de Nutrição Campinas, v.15, n.2, p.239-245, mai/ago. 2002. DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-52732002000200012

RAMOS A. P. R.; VITELLO R. L.L.; PIMENTEL L. C. P. Prevenção de litíase renal através de mudanças de hábitos de vida e dietéticos. Brazilian Journal of Health v. 3, n.2, p. 22-31, Maio/Agosto 2012. Disponível em: http://inseer.ibict.br/bjh/index.php/bjh/article/view/121

SAKHAEE, K. et al. Nephrolithiasis-associated bone disease: pathogenesis and treatment options. Kidney Intakes, v.79, n.4, p.393-403, February, 2011. DOI: https://doi.org/10.1038/ki.2010.473

SILVA, S. F. R.; SILVA, S. L.; CAMPOS, H. H.; DAHER, E. F.; SILVA, C. A. B. Dados demográficos, clínicos e laboratoriais de pacientes com litíase urinária em Fortaleza, Ceará. Jornal Brasileiro de Nefrologia, v. 33, n. 3, p. 295-299, 2011 Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/jbn/v33n3/a04v33n3.pdf DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-28002011000300004

World Health Organization. Obesity: preventing and managing the global epidemic. Report of a World Health Organization Consultation. Geneva: World Health Organization, 2000.

Downloads

Published

2024-02-19

How to Cite

WAGNER, D. A. K.; OLIVEIRA, O. B.; DALLEPIANE, L. B.; FRANZ, L. B. B. Perfil alimentar e nutricional de indivíduos adultos e idosos e litíase renal. Latin American Journal of Development, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 297–307, 2024. DOI: 10.46814/lajdv6n1-020. Disponível em: https://ojs.latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/jdev/article/view/1574. Acesso em: 13 apr. 2024.
<br data-mce-bogus="1"> <br data-mce-bogus="1">