A compatibilidade entre desenvolvimento econômico e sustentabilidade ambiental orientada pelo reconhecimento e mensuração contábil

Authors

  • Valentin Aguiar Filho
  • Josélia Barros Lima Aguiar

DOI:

https://doi.org/10.46814/lajdv5n2-003

Keywords:

desenvolvimento econômico, sustentabilidade ambiental, mensuração contábil

Abstract

Os processos de produção em larga escala, impulsionados pela internacionalização dos mercados e a significativa expansibilidade demográfica, se por um lado fomentam o crescimento e alicerçam o desenvolvimento econômico de certas nações, por outro, tendem a comprometer o equilíbrio ambiental, colocando em xeque a viabilidade de sobrevivência das futuras gerações. Assim, busca-se evidenciar que o reconhecimento e a mensuração contábil dos eventos de natureza ambiental poderão nortear ações que viabilizem a compatibilidade entre desenvolvimento econômico e sustentabilidade ambiental. Por se tratar de uma revisão literária sobre a temática, realizou-se pesquisa bibliográfica com a finalidade de aprofundar conhecimentos sobre os parâmetros da mensuração contábil-ambiental e evidenciá-los sob a perspectiva de responder aos novos desafios, como meio de integração entre desenvolvimento econômico e sustentabilidade ambiental. Nessa perspectiva, pode-se inferir que a contabilização dos eventos de natureza ambiental poderá gerar informações que se potencializam como medidas de desempenho econômico-financeiro, social e ecológico aos seus usuários.

References

ALBUQUERQUE, J. L. (org.). Gestão Ambiental e Responsabilidade Social: conceitos, ferramentas e aplicações. São Paulo: Atlas, 2009.

ARANTES, N. Sistemas de Gestão Empresarial: conceitos permanentes na administração de empresas válidas. São Paulo: Atlas, 1998.

CHIAVENATO, I. Introdução à Teoria Geral da Administração: uma visão abrangente da moderna administração das organizações. 9. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2014.

FERREIRA, A. C. S. Contabilidade Ambiental: uma informação para o desenvolvimento sustentável. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

GREMAUD, A. P.; VASCONCELLOS, M. A. S.; TONEDO JR. R. Economia Brasileira Contemporânea. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2016.

MARION, J. C. Contabilidade Básica. 13. ed. São Paulo: Atlas, 2022.

MARTINS, E. Contabilidade de Custos. 11. ed. São Paulo: Atlas, 2018.

RIBEIRO, M. S. Contabilidade Ambiental. 2. ed. São Paulo: Saraiva Uni, 2017.

RICARDO, D. Princípios de Economia Política e Tributação. São Paulo: Abril Cultural, 1983.

ROSSETI, J. P. Introdução à Economia. 21 ed. São Paulo: Atlas, 2019.

SCHUMPETER, J. A. Teoria do Desenvolvimento Econômico: uma investigação sobre lucro, capital, crédito, juro e o ciclo econômico. São Paulo: Abril Cultural, 1982.

SMITH, A. A Riqueza das Nações. São Paulo: Nova Cultural, 1996.

TRIGUEIRO, A. (org.). Meio Ambiente no Século 21. Rio de Janeiro: Sextante, 2003.

Downloads

Published

2023-06-30

How to Cite

AGUIAR FILHO, V.; AGUIAR, J. B. L. A compatibilidade entre desenvolvimento econômico e sustentabilidade ambiental orientada pelo reconhecimento e mensuração contábil. Latin American Journal of Development, [S. l.], v. 5, n. 2, p. 495–502, 2023. DOI: 10.46814/lajdv5n2-003. Disponível em: https://ojs.latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/jdev/article/view/1364. Acesso em: 19 apr. 2024.
<br data-mce-bogus="1"> <br data-mce-bogus="1">