Repercussões do uso de fitoterápicos no processo anestésico-cirúrgico: uma revisão integrativa

Authors

  • Rosana de Cássia Moreira Mendanha
  • Manuela Salame Serique
  • Mailane Renata Leite
  • Caroline Prado Giroto
  • Mariana Soares Rocha Mendes

DOI:

https://doi.org/10.46919/archv5n3espec-071

Keywords:

fitoterapia, anestésicos, interação medicamentosa, coagulação sanguínea, intraoperatório

Abstract

Introdução: O uso de medicações fitoterápicas pode interferir no ato anestésico-cirúrgico. Objetivo: Este estudo analisou produções científicas acerca das possíveis interações medicamentosas entre fitoterápicos e anestésicos. Metodologia:Revisão integrativa e análise transversal de artigos científicos sobre pacientes em uso de fitoterápicos durante a programação pré-operatória e perioperatória. A literatura utilizada inclui BVS, PUBMED, CINAHL, SCOPUS e EMBASE, com citação de mais de 30 substâncias fitoterápicas. Informações foram obtidas por meio de questionários aplicados aos pacientes sobre o uso dessas drogas medicinais antes do ato operatório. Resultados: Os estudos epidemiológicos analisados evidenciaram interferências na cascata de coagulação, alterações cardíacas e respiratórias, redução e potencialização da eficácia dos anestésicos devido à interação com os fitoterápicos. As análises indicam uma prevalência do uso entre mulheres. Conclusões: É fundamental investigar o uso de fitoterápicos no pré-operatório e instruir os pacientes a suspenderem o uso no pós-operatório devido às possíveis alterações nos sistemas de coagulação, cardiovascular e respiratório, evitando interações com anestésicos e reduzindo potenciais complicações hemodinâmicas.

References

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Resolução - RDC nº 17 de 24 de fevereiro de 2000. Dispõe sobre o registro de medicamentos fitoterápicos [Internet]. Brasília; c2005-2009. [citado 2012 nov. 22]. Disponível em: http://www.anvisa.gov.br

BARBOSA, A. V.; DA SILVA, T. G. L.; SOARES, A. C. G. C.; MARIZ, S. R. Cuidados no uso de plantas medicinais e fitoterápicos no paciente idoso em pré-operatório: uma revisão integrativa. In: Congresso Internacional de Envelhecimento Humano, 6., 2019, Paraíba. Anais [...]. Paraíba: Universidade Estadual da Paraíba, 2019. p. 01-08.

BRASIL. Decreto n. 5.813, de 22 de junho de 2006. Aprova a Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos e dá outras providências [Internet]. Brasília; 2006. [citado 2011 mar. 12]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2006/Decreto/D5813.htm

CANÁRIO, C. S. S. Os fitoterápicos e a anestesia na cirurgia de ambulatório. 2011. Tese (Doutorado). Universidade da Beira Interior, Portugal.

DESTRO, M. W. B.; SPERANZINI, M. B.; DESTRO, C.; GUERRA, C.; RECCO, G. C.; ROMAGNOLO, L. G. C. Estudo da utilização no pré-operatório de medicamentos ou drogas fitoterápicas que alteram a coagulação sanguínea. Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, v. 33, p. 107-111, 2006. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-69912006000200010

FARIA, M. F. de O.; TURRINI, R. N. T. Repercussões do uso de fitoterápicos no processo anestésico-cirúrgico: uma revisão integrativa. Revista SOBECC, São Paulo, v. 18, n. 3, p. 49-58, jul./set. 2013.

FRANCA, M. A. de; LIMA, W. R. de. O uso da fitoterapia e suas implicações. Brazilian Journal of Health Review, 01 set. 2021.

GADELHA, C. S.; JUNIOR, V. M. P.; BEZERRA, K. K. S.; PEREIRA, B. B. M.; MARACAJÁ, P. B. Estudo bibliográfico sobre o uso das plantas medicinais e fitoterápicos no Brasil. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 8, n. 5, p. 27, 2013.

GONDIM, A. P. S.; FALCÃO, C. B. Avaliação das farmácias virtuais brasileiras. Revista de Saúde Pública, v. 41, n. 2, p. 297-300, 2007. DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-89102007000200019

SOUZA, M. et al. Plantas medicinais abortivas utilizadas por mulheres de UBS: etnofarmacologia e análises cromatográficas por CCD e CLAE. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, Botucatu, v. 15, n. 4, supl. 1, 2013. DOI: https://doi.org/10.1590/S1516-05722013000500018

VALE, N. B. do. A farmacobotânica, ainda tem lugar na moderna anestesiologia. Revista Brasileira de Anestesiologia, v. 52, p. 368-380, 2002. DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-70942002000300013

WONG, A.; TOWNLEY, S. Herbal medicines and anaesthesia. Continuing Education in Anaesthesia, Critical Care & Pain, v. 11, n. 1, p. 14-17, 2011. DOI: https://doi.org/10.1093/bjaceaccp/mkq046

Published

2024-07-10

How to Cite

MENDANHA, R. de C. M.; SERIQUE, M. S.; LEITE, M. R.; GIROTO, C. P.; MENDES, M. S. R. Repercussões do uso de fitoterápicos no processo anestésico-cirúrgico: uma revisão integrativa. Journal Archives of Health, [S. l.], v. 5, n. 3, p. e1743, 2024. DOI: 10.46919/archv5n3espec-071. Disponível em: https://ojs.latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/ah/article/view/1743. Acesso em: 12 jul. 2024.