Implantação de formulário de observação e avaliação da mamada no centro obstétrico do hospital municipal

Authors

  • Rosemilda Francisco Pereira dos Santos
  • Nilza Maria de Oliveira Carvalho

DOI:

https://doi.org/10.46919/archv4n4-019

Keywords:

aleitamento materno, puerpério, obstetrícia

Abstract

Objetivo: Implantar o formulário de observação e avaliação da mamada em um Hospital Municipal. Metodologia: Foi feita uma revisão de literatura com busca em artigos e livros, e o material selecionado foi organizado de modo a identificar conteúdo necessário para a elaboração do formulário. Resultados e discussão: Para a implantação deste projeto foi utilizado uma metodologia de planejamento participativo envolvendo os profissionais de saúde que atuam no Centro Obstetrico. Este projeto se mostrou viável pela possibilidade de ofertar às mães este atendimento com intuito de orientá-las e auxiliá-las no puerpério, gerando assim maior adesão à amamentação. Conclusão: Espera-se por meio desse projeto a sensibilização da equipe em reconhecer e adotar o formulário, implicando em ações educativas que levem os profissionais a aplicar o instrumento de avaliação da mamada e desenvolver habilidades no manejo do lactação e no processo de confiança e empoderamento das puérperas em relação ao aleitamento materno.

References

ALMEIDA, Nilza Alves Marques, FERNANDES, Aline Garcia; ARAÚJO, Cleide Gomes. Aleitamento materno: uma abordagem sobre o papel do enfermeiro no pós parto. Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 06, n. 03, 2004.

BARBIERI, Mayara Caroline et al. Aleitamento materno: orientações recebidas no pré-natal, parto e puerpério. Semina: Ciências Biológicas e da Saúde, Londrina, v. 36, n. 1, supl, p. 17-24, ago. 2015.

CARVALHAES, Maria Antonieta de Barros Leite; CORREA, Cláudia Regina Hostin. Identificação de dificuldades no início do aleitamento materno mediante aplicação de protocolo. Jornal de Pediatria - Vol. 79, Nº1, 2003.

CRUZ, Daniela Carvalho dos Santos; SUMAM, Natália de Simoni; SPINDOLA, Thelma. Os cuidados imediatos prestados ao recém-nascido e a promoção do vínculo mãe-bebê. Rev. esc. enferm. USP, São Paulo, v. 41, n. 4, Dec. 2007 .

DEVITO, Ligia Ferandes de Almeida Dantas. Promoção e incentivo ao aleitamento materno: Orientações para equipes de saúde na família. Bebedouro - São Paulo - 2010.

DUARTE, Erika Fernandes et al. Estratégias utilizadas por enfermeiros na promoção do aleitamento materno no puerpério imediato. Revista cuidarte Vol. 4, Núm. 1-2013.

FIGUEIREDO, Sonia Fontes; MATTAR, Maria José Guardiã; ABRÃO, Ana Cristina Freitas deVilhena. Iniciativa Hospital Amigo da Criança – uma política de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno. Acta Paulista Enfermagem. 2012;25(3):459-63.

LAMOUNIER, Joel Alves et al. Iniciativa Hospital Amigo da Criança, mais de uma década no Brasil:Repensando o futuro. Revista Paulista Pediatria. 2008;26(2):161-9.

LIMA, Helena Beatriz de. Uma abordagem sensibilizada da equipe de enfermagem no incentivo ao aleitamento materno. Centro De Educação Tecnológica E Pesquisa Em Saúde – Escola/GHC. Porto Alegre-2016.

LIMA, Leticya Aparecida De. Projeto de Intervençao: ação anti-droga no municipio de fátima do sul com enfoque no alcool e tabaco. Projeto de Intervenção: Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Curso de Especialização em Atenção Básica e Saúde da Família. 2011.

MAHMUD, Simone Dalla Pozza. Protocolos clínicos: adesão e aplicabilidade numa instituição hospitalar. 2002.

MEDEIROS, ANDRÉA MONTEIRO CORREIA et al. Aspectos que interferem no aleitamento materno em uma maternidade pública de sergipe. XIII Congresso Brasileiro e IX Congresso Internacional de Fonoaudiologia. 14 a 16 de outubro de 2015. Salvador-BA.

MELO, Adriana de Medeiros. Avaliação das mamadas em recem nascidos prematuros. Recife, 2008.

MOSELE, Patricia das Graças et al. Instrumento de avaliação da sucção do recém-nascido com vistas a alimentação ao seio materno. Rev. CEFAC. 2014 Set-Out; 16(5):1548-1557.

OLIVEIRA, Luciana Dias de. Efeito de intervenção para melhorar a tecnica da amamentação nas frequencias de aleitamento materno exclusivo e problemas decorrentes da lactação. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas: Pediatria. Porto Alegre: 2004.

PARANA, Curitiba. Termo de referência monitoramento e avaliação de programas e projetos. Instituto paranaense de desenvolvimento econômico e social – IPARDES. Janeiro 2012.

PEREIRA, Elaine de Jesus; PEREIRA, Eliana Cristina; SILVA, Lucimara Ferreira da Silva; CAVALCANTE, Miriam A. de Abreu. Apoio à amamentação no puerpério imediato. Revista Ciências Saúde 2007; 25(3):221-8.

PEREIRA, Marina Cortez; GRADIM, Clícia Valim Côrtes. Consulta puerperal: a visão do enfermeiro e da puérpera. Ciencia Cuida Saude. Jan/Mar; 13(1):35-42. 2014.

RAMOS, Lilia Cardoso de et al. Protocolo: Manejo do aleitamentomaterno em maternidade do hospital das clínicas/UFG. Universidade Federal de Goias. Goiania-2014.

SANCHES, Maria Teresa. Manejo clínico das disfunções orais. Jornal de Pediatria - Vol. 80, Nº5 (Supl), 2004.

SANTOS, Floriacy Stabnow et al. Aleitamento materno: conhecimento das mães no puerpério imediato. ET64ª Reunião Anual da SBPC D. Ciências da Saúde.

VIEIRA, Ana Cláudia; COSTA, Amanda Riboriski; GOMES, Paloma. Boas práticas em aleitamento materno: Aplicação do formulário de observação e avaliação da mamada. Revista Soc. Brasileira Enfermagem Pediatria, v.15, n.1, p 13-20, Junho 2015.

Downloads

Published

2023-12-18

How to Cite

DOS SANTOS, R. F. P.; CARVALHO, N. M. de O. Implantação de formulário de observação e avaliação da mamada no centro obstétrico do hospital municipal. Journal Archives of Health, [S. l.], v. 4, n. 4, p. 1276–1287, 2023. DOI: 10.46919/archv4n4-019. Disponível em: https://ojs.latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/ah/article/view/1500. Acesso em: 3 mar. 2024.