A enfermagem e o processo de administração de medicamentos em unidades neonatais de alto risco

Authors

  • Ana Elisa Bauer de Camargo Silva
  • Dione Marçal Lima
  • Eudine Barbosa Lima
  • Lilia Cardoso de Ramos
  • Marailze Santos Moreira
  • Olendina Aparecida da Silva Cunha
  • Rejane Garcia Franco
  • Wilson Pereira de Queiroz

DOI:

https://doi.org/10.46919/archv4n4-001

Keywords:

cuidados de enfermagem, enfermagem neonatal, segurança do paciente, sistema de medicação, Unidades de Terapia Intensiva Neonatal

Abstract

Objetivo: Avaliar a qualidade e segurança do preparo e da administração de medicamentos em unidades neonatais de alto risco. Método: Pesquisa observacional, de corte transversal, realizada em duas unidades neonatais de alto risco de um hospital público de Goiás. A coleta de dados foi realizada em fevereiro de 2020, por meio de observação não participante e direta dos profissionais de enfermagem constituindo a amostra de 50 doses de medicamentos não probabilística e por conveniência. Resultados:  Apesar da utilização de prescrições digitadas, doses individualizadas e alta adesão aos “nove certos”, a análise da qualidade e segurança do processo de preparo nas duas unidades investigadas aponta que nenhum dos itens analisados teve índice maior que 68%, apontando para uma assistência sofrível. Conclusão: O estudo evidenciou falhas e fragilidades no processo de preparo e administração de medicamentos que constituem potencial oportunidade para riscos medicamentosos que interferem na qualidade e segurança da assistência prestada.

References

Tamez RN, editor. Enfermagem na uti neonatal: Assistência ao recém-nascido de alto risco. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2017.

Refrande SM, Silva RMCRA, Pereira ER, Rocha RCNP, Melo SHS, Refrande NA, et al. Nurses’ experiences in the care of high-risk newborns: a phenomenological study. Rev Bras Enferm. 2019;72(Supl. 3):111-7. Available from: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0221. DOI: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0221

Carneiro AIC, Silva AH. Segurança do paciente em unidade de terapia intensiva neonatal: o impacto das recomendações farmacêuticas. In: Conexão Fametro 2018 - Fortaleza/CE: https://www.doity.com.br/anais/conexaofametro2018/trabalho/71245.

Pires CFP, Matsumura ESS, Cunha KC, Chermont Ag. (2020). Gestão de segurança com ênfase no uso off-label/unlabeled de medicamentos em neonatologia intensiva. Rev. Bra. Edu. Saúde, v. 10, n.2, p. 7-13, jul-set, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.18378/rebes.v10i3.7753.

Duarte SCM, et al. Best Safety Practices in nursing care in Neonatal Intensive Therapy. Rev Bras Enferm. 2020; 73(2). Available from: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0482. DOI: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0482

Camargo PT, Renovato RD, Ganassin FMH. Nursing team’s perceptions of preparation and administration of medicines in pediatrics. Cienc Cuid Saude. 2021;20. Available from: https://doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v20i0.54294. DOI: https://doi.org/10.4025/ciencuidsaude.v20i0.54294

Carter JH. Standards of nursing care: a guide for evaluation. 2nd ed. New York: Springer; 1976.

Volpe CRG Fatores de risco para erros de medicação na prescrição eletrônica e manual. Rev Latino-Am Enferm. 2016; 24. (2742). p.1-9. Distrito Federal. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rlae/v24/pt_0104-1169-rlae-24-02742.pdf >.

Oliveira AC, et al. Nursing workload and occurrence of adverse events in intensive care: a systematic review. Rev Esc Enferm USP. 2016; 50(4): 679-689. Available from: https://doi.org/10.1590/S0080-623420160000500020. DOI: https://doi.org/10.1590/S0080-623420160000500020

Souta MM, Telles Filho PCP, Vedana KGG, Pedrão LJ, Miasso AI. Sistema de medicação: análise das ações dos profissionais em unidades de internação psiquiátrica. Texto Contexto En-ferm. 2016; 25(4). Available from: https://doi.org/10.1590/S0080-623420160000500020. DOI: https://doi.org/10.1590/0104-07072016000170015

Baraki Z, Abay M, Tsegay L, Gerensea H, Kebede A, Teklay H. Medication administration error and contributing factors among pediatric inpatient in public hospitals of Tigray, northern Ethiopia. BMC Pediatr. 2018; 18(1):321. Available from: doi: https://doi.org/10.1186/s12887-018-1294-5. DOI: https://doi.org/10.1186/s12887-018-1294-5

Llapa-Rodriguez EO, Silva LSL, Menezes MO, De Oliveira JKA, Currie LM. Assistência segura ao paciente no preparo e administração de medicamentos. Rev Gaúcha Enferm. 2017;38(4). Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1983- 1447.2017.04.2017-0029. DOI: https://doi.org/10.1590/1983-1447.2017.04.2017-0029

De Souza TLV, Mota RO, Brito EAWS, Farias LMVC, Matias EO, Lima FET. Segurança do paciente na administração de medicamento intramuscular em pediatria: avaliação da prática de enfermagem. Rev Gaúcha Enferm. 2018; 39. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1983- 1447.2018.2017-0002. DOI: https://doi.org/10.1590/1983-1447.2018.2017-0002

Ribeiro MM, Neumann VA, Padoveze MC, Graziano KU. Efficacy and effectiveness of alcohol in the disinfection of semi-critical materials: a systematic review. Rev Latino-Am Enferm [Internet]. 2015;23(4):741-52. Disponível em: https:// doi.org/10.1590/0104-1169.0266.2611 DOI: https://doi.org/10.1590/0104-1169.0266.2611

Ministério da Saúde (BR), Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Protocolo de segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2013.

Vória JO, Padula BLD, Abreu MNS, Correa AR, Rocha PK Manzo BF. Adesão às barreiras de segurança no processo de administração de medicamentos na pediatria. Texto Contexto Enferm 2020; 29. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1980-265X-TCE-2018-0358. DOI: https://doi.org/10.1590/1980-265x-tce-2018-0358

Ferreira MMM, Jacobina FMB, Alves FS. O profissional de enfermagem e a administração segura de medicamentos. Revista Enfermagem Contemporânea. 2014 Jun;3(1):61-69. Disponível em: http://dx.doi.org/10.17267/2317-3378rec.v3i1.208. DOI: https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v3i1.208

Teixeira TCA, Cassiani SHB. Análise de causa raiz de acidentes por quedas e erros de medicação em hospital. Acta Paul Enferm. 2014;27(2):100-7. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1982- 0194201400019. DOI: https://doi.org/10.1590/1982-0194201400019

Costa JFC da, Silva LSG da, La Cava ÂM. Qualidade e segurança na assistência em pediatria. Rev enferm UFPE on line. 2019; 13. Disponível em: https://doi.org/10.5205/1981-8963.2019.239343 DOI: https://doi.org/10.5205/1981-8963.2019.239343

Downloads

Published

2023-10-18

How to Cite

SILVA, A. E. B. de C.; LIMA, D. M.; LIMA, E. B.; DE RAMOS, L. C.; MOREIRA, M. S.; CUNHA, O. A. da S.; FRANCO, R. G.; DE QUEIROZ, W. P. A enfermagem e o processo de administração de medicamentos em unidades neonatais de alto risco . Journal Archives of Health, [S. l.], v. 4, n. 4, p. 1109–1119, 2023. DOI: 10.46919/archv4n4-001. Disponível em: https://ojs.latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/ah/article/view/1435. Acesso em: 19 may. 2024.

Most read articles by the same author(s)