Desenvolvimento de um chatbot com inteligência artificial para aplicação na triagem de sinais de Depressão em trabalhadores

Authors

  • Thiago Monteiro Fronza
  • Pedro Manerich Nicolau
  • Cleidson Arthur Sousa de Sousa
  • Gabriel Ronney da Silva
  • Diego de Castro Rodrigues
  • Marcela Purificação

DOI:

https://doi.org/10.46919/archv4n3-014

Keywords:

Depressão, saúde, tecnologias, inteligência artificial, chatbot

Abstract

Este artigo aborda o desenvolvimento de um chatbot para triagem de sinais de depressão em trabalhadores a partir do instrumento PHQ-9. A depressão é um dos transtornos mentais mais comuns mundialmente e a informatização na atenção primária à saúde pode fortalecer as práticas de cuidado. A Inteligência Artificial é uma ferramenta utilizada na informatização da saúde, que pode aumentar a eficácia dos serviços. O chatbot foi criado com técnicas de Machine Learning e processamento de linguagem natural, reproduzindo diálogos humanizados que criam conforto para o usuário. Após a triagem realizada pelo chatbot, ele apresenta um feedback com indicações de ajuda dentro ou fora da empresa, e, em casos nos quais se identifica riscos à vida, os profissionais da saúde responsáveis são informados para que haja urgência no atendimento. Para o projeto do chatbot, foi utilizado a linguagem Python, o framework TensorFlow e a biblioteca NLTK para o aprendizado de máquina.

References

BARBOSA, Jaderson L. N. et al. Introdução ao Processamento de Linguagem Natural usando Python. Piauí: I Escola Regional de Informática do Piauí. Livro Anais - Artigos e Minicursos, v. 1, n. 1, p. 336-360, 2017.

DUNCAN, Bruce B. et al. Medicina ambulatorial: Condutas de Atenção Primária Baseadas em Evidências. 4. ed. Porto Alegre: ARTMED, 2013.

GALEONE, Paolo. Hands-On Neural Networks with TensorFlow 2.0. Birmingham: PACKT Publishing Ltd, 2019.

GANEGEDARE, Thushan. Natural Language Processing With TensorFlow. Birmingham: PACKT Publishing Ltd, 2018.

HOCHREITER, S.; SCHMIDHUBER, J. Long short-term memory. Neural Computation, 9(8):1735–1780, 1997.

INDURKHYA, N.; DAMERAU, F. J. Handbook of natural language processing. Flórida: CRC Press, 2010.

KROENKE, Kurt et al. The PHQ-9:Validity of a Brief Depression Severity Measure. Journal of General Internal Medicine, v. 16, p. 606-613, 2001.

LEMES, Marcelle M.; LEMOS, Amanda N. L. E. O uso da inteligência artificial na saúde pela Administração Pública Brasileira. Brasília: Cadernos Ibero-Americanos de Direito Sanitário; v. 9 n. 3, 2020.

MONTAGUE, E. The promises and challenges of health information technology in primary health care. Evanston: Primary Health Care Research Development; 15(3):227-30, 2014.

OLIVEIRA, L. A. F. O prazer-sofirmento psíquico no trabalho e a perspectiva de Christophe Dejours. Aracajú: Revista Psicologia & Saberes 8 (11), 2019.

Public Health Agency of Canada. The Human Face of Mental Health and Mental Illness in Canada 2006. Ottawa, Ont.:PHAC, 2006.

RITTENHOUSE, Diane R.et al. Increased Health Information Technology Adoption and Use Among Small Primary Care Physician Practices Over Time: A National Cohort Study. California: Annals of Family Medicine; 15(1):56-62, 2017.

Downloads

Published

2023-09-06

How to Cite

FRONZA, T. M.; NICOLAU, P. M.; DE SOUSA, C. A. S.; DA SILVA, G. R.; RODRIGUES, D. de C.; PURIFICAÇÃO, M. Desenvolvimento de um chatbot com inteligência artificial para aplicação na triagem de sinais de Depressão em trabalhadores . Journal Archives of Health, [S. l.], v. 4, n. 3, p. 891–899, 2023. DOI: 10.46919/archv4n3-014. Disponível em: https://ojs.latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/ah/article/view/1405. Acesso em: 12 apr. 2024.