Acessibilidade e inclusão escolar: influências das políticas públicas em uma escola da rede municipal de ensino de Novo Hamburgo / RS

Authors

  • Eduardo Geller de Brida
  • André Kristoschek Sperling
  • Bianca Simões Flores
  • Elisângela Vargas de Mello
  • João Gabriel Ilha
  • Lucas Gracioli de Lima
  • Pedro Henrique Carlesso
  • Tiago Darold Cruz

DOI:

https://doi.org/10.46919/archv4n1-023

Keywords:

políticas educacionais, inclusão escolar, acessibilidade

Abstract

O presente trabalho aborda a Educação Inclusiva e o impacto gerado pelas políticas públicas na estrutura física e acessibilidade de uma Escola Municipal de N.H, tendo como ótica de observação as aulas de Educação Física. Objetiva-se identificar como era a realidade da escola no período da implementação da Lei nº 9.394/96 (LDB), e desta forma, contextualizar se houve mudanças na estrutura da escola após a promulgação da referida lei. O estudo adotou o paradigma qualitativo com o objetivo observacional descritivo, utilizando como delineamento metodológico o estudo de caso, tendo como sujeitos de estudo alunos, ex-alunos, responsáveis e membros da escola. Para a coleta dos dados, foi realizada a observação direta na escola, entrevistas semiestruturadas, anotações em diário de campo e análise de documentos. Através da análise, evidenciou-se nos resultados que as políticas inclusivas provocaram uma melhora na efetivação dos direitos legais e nas condições da escola e do ensino. As mudanças nas condições estruturais e de acessibilidade se tornaram possíveis principalmente com a obtenção dos recursos de verbas federais advindos após a Lei nº 9.394/96 (LDB), e, com isso, viabilizaram a interação dos alunos nas aulas, possibilitando às pessoas com deficiências o direito de se desenvolverem integralmente (físico, cognitivo, social e afetivo). Desta forma, conclui-se que apesar da distância entre a realidade atual e o que fora idealizado pelas políticas, estas podem ser consideradas efetivas no que se propuseram, tendo em vista as grandes mudanças constatadas.

References

BEYER, Hugo Otto. A Educação Inclusiva: incompletudes escolares e perspectivas de ação. Revista Educação Especial, Santa Maria, n. 22, p. 4, 2003. Disponível em: <http://cascavel.ufsm.br/revistas/ojs-2.2.2/index.php/educacaoespecial/article/view/5003/3032>. Acesso em: 08 jun. 2015.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>. Acesso em: 29 set. 2020.

______. Lei nº. 9394, de dezembro de 1996. LDB: Lei de diretrizes e bases da educação brasileira. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm>. Acesso em: 28 out. 2020.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Educação Física / Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/livro07.pdf>. Acesso em 14 set. 2020.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Política nacional de educação especial na perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília: MEC/SEESP, 2008. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf>. Acesso em: 30 jul. 2020.

______. Decreto nº 7.611, de 17 de novembro de 2011. Dispõe sobre a educação especial, o atendimento educacional especializado e dá outras providências. Casa Civil; Subchefia para Assuntos Jurídicos, Brasília, DF, nov., 2011. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2011/Decreto/D7611.htm>. Acesso em: 28 out. 2020.

CAMPOS, Juliane Ap de Paula Perez; DUARTE, Márcia. O aluno com deficiência na EJA: reflexões sobre o atendimento educacional especializado a partir do relato de uma professora da educação especial. Revista da Educação Especial, v. 24, n. 40, p. 271-283, 2011. Disponível em: <http://www.redalyc.org/pdf/3131/313127402010.pdf>. Acesso em: 28 ago. 2020. DOI: https://doi.org/10.5902/1984686X2933

COSTA, Vanderlei Balbino da. Inclusão escolar na Educação Física: reflexões acerca da formação docente. Motriz, Rio Claro, v.16, n.4, p. 889-899, out./dez. 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/motriz/v16n4/a09v16n4.pdf>. Acesso em: 18 set. 2020.

FERRÉ, Nuria Pérez de Lara. Identidade, diferença e diversidade: manter viva a pergunta. In: LARROSA, Jorge; SKLIAR, Carlos. Habitantes de Babel: políticas e poéticas da diferença. Belo Horizonte: Autêntica, 2001.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia - Saberes necessários à prática educativa. 8. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

LIBANÊO. José Carlos. Democratização da escola pública: A pedagogia crítico- social dos conteúdos. 21ª Ed. São Paulo: Loyola, 2006.

LOPES, Maura Corcini. Inclusão escolar: currículo, diferença e identidade. In: LOPES, Maura Corcini; DAL’IGNA, Maria Cláudia. (Org.). In/exclusão nas tramas da escola. Canoas: Editora ULBRA, 2007. p. 11-34.

MANTOAN, Maria Teresa Eglér. O direito à diferença nas escolas – questões sobre a inclusão escolar de pessoas com e sem deficiências. Revista Educação Especial, Santa Maria, n. 23, p. 17-23, 2004. Disponível em: <http://cascavel.cpd.ufsm.br/revistas/ojs-2.2.2/index.php/educacaoespecial/article/view/4952/2981>. Acesso em: 08 jun. 2015.

MANTOAN, Maria Teresa Eglér et al. A educação especial na perspectiva da inclusão escolar: a escola comum inclusiva. Brasília: Ministério da Educação, v. 1, 2010. Disponível em:<http://acervodigital.unesp.br/bitstream/123456789/25849/1/A_Escola_Comum_Inclusiva.pdf>. Acesso em: 11 set. 2014.

RODRIGUES, D. A Educação Física perante a Educação Inclusiva: reflexões conceptuais e metodológicas. Boletim da Sociedade Portuguesa de Educação Física, Lisboa, n. 24-25, p. 73-81, 2003. Disponível em: <http://www.spef.pt>. Acesso em: 10 set. 2020.

SASSAKI, Romeu Kazumi. Como chamar as pessoas que têm deficiência? In: ______. Vida Independente: história, movimento, liderança, conceito, filosofia e fundamentos. São Paulo: RNR, 2003. p. 12-16. Disponível em: <http://www.pjpp.sp.gov.br/2004/artigos/17.pdf>. Acesso em: 18 set. 2020.

UNESCO. Declaração de Salamanca e Linha de Ação. Brasília: CORDE, 1994. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/salamanca.pdf>. Acesso em: 11 set. 2020.

ONU. Convenção sobre os direitos das pessoas com deficiência, 2007. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=424&Itemid>. Acesso em: 21 set. 2020.

ZABALA, Antoni. Enfoque globalizador e pensamento complexo: uma proposta para o currículo escolar. Porto Alegre: Artmed, 2002.

Downloads

Published

2023-03-22

How to Cite

DE BRIDA, E. G.; SPERLING, A. K.; FLORES, B. S.; DE MELLO, E. V.; ILHA, J. G.; DE LIMA, L. G.; CARLESSO, P. H.; CRUZ, T. D. Acessibilidade e inclusão escolar: influências das políticas públicas em uma escola da rede municipal de ensino de Novo Hamburgo / RS. Journal Archives of Health, [S. l.], v. 4, n. 1, p. 257–273, 2023. DOI: 10.46919/archv4n1-023. Disponível em: https://ojs.latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/ah/article/view/1295. Acesso em: 17 jun. 2024.

Most read articles by the same author(s)