Acadêmicos de saúde atuando em escolas públicas, Manaus - AM: relato de experiência

Authors

  • Renato da Cunha Araújo
  • Priscila Soares de Souza
  • Josiani Nunes do Nascimento
  • Cássia Rozária da Silva Souza
  • Nilcéia Aparecida Mota Marques

DOI:

https://doi.org/10.46919/archv1n6-003

Keywords:

Atenção Integral a Saúde, Integralidade, Promoção da Saúde, Saúde Coletiva, Educação em Saúde

Abstract

A promoção da saúde consiste em capacitar a população para melhorar suas condições de saúde e aumentar o seu controle sobre as mesmas. Além disso, é definida como uma combinação de apoios educacionais e ambientais que visam a divulgação de informações acerca de hábitos de vida saudáveis, repassando conhecimentos e habilidades para o autocuidado da saúde. Este estudo tem por finalidade descrever as atividades teóricas e práticas desenvolvidas na disciplina “Atenção Integral à Saúde”, pelos acadêmicos de Enfermagem, Medicina e Odontologia, da Universidade do Estado do Amazonas, enfatizando o trabalho interdisciplinar a serviço da comunidade. A disciplina do 1º período almeja inserir o discente na realidade da saúde regional e nacional, isto é, fazendo-o ser capaz de compreender o Sistema Único de Saúde-SUS/Estratégia Saúde da Família. A parte teórica baseou-se em aulas expositivas, investigação científica, problematização e debate de diversos temas relacionados à saúde pública. Quanto à prática, houve apresentação dos discentes em escolas da rede pública de ensino, preparada sob orientação, divisão dos grupos, discussão das temáticas e confecção de recursos didáticos contextualizados para as respectivas faixas etárias e temáticas. As equipes apresentaram atividades didáticas-lúdicas para cerca de 360 alunos de diferentes séries, permitindo a interação e integralidade dos cursos. O foco principal apoiou-se na orientação educacional e prevenção de doenças e agravos. Após as práticas, as equipes entregam um relatório descrevendo suas reflexões e sugestões acerca da atividade executada, introduzindo, desta maneira, o senso crítico-científico nos acadêmicos participantes. Nota-se que esta metodologia configura uma forma de praticar a interdisciplinaridade - discentes, aprendem a trabalhar de forma humanizada e em grupo; docentes, porque se vêem compelidos a ampliar o conhecimento; a instituição de ensino, por se inserir na proposta pedagógica da disciplina; a comunidade infanto-juvenil, por oportunizar e integrar-se as dinâmicas educacionais em prol da promoção da saúde, tornando-se multiplicadores.

Published

2020-12-22

How to Cite

ARAÚJO, R. da C. .; SOUZA, P. S. de .; NASCIMENTO, J. N. do .; SOUZA, C. R. da S. .; MARQUES, N. A. M. . Acadêmicos de saúde atuando em escolas públicas, Manaus - AM: relato de experiência. Journal Archives of Health, [S. l.], v. 1, n. 6, p. 403–408, 2020. DOI: 10.46919/archv1n6-003. Disponível em: https://ojs.latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/ah/article/view/107. Acesso em: 25 jun. 2024.